08/09/2021 às 06h48min - Atualizada em 08/09/2021 às 06h48min

300% MAIS PACIENTES DE COVID-19

FIM DE SEMANA NOS HOSPITAIS AMERICANOS


A comparação deste ano com o mesmo período do ano passado é algo assustador. Quase 300% mais pacientes de Covid em hospitais dos Estados Unidos neste fim de semana do que há um ano.
O número médio de mortes também assusta: 86% maior do que no mesmo período do ano passado – e a variante Delta continua a se espalhar. São os dados da Universidade Johns Hopkins.

Esse aumento no número de pacientes acontece no mesmo momento em que a variante Delta, altamente contagiosa, continua a se espalhar pelos Estados Unidos, e coincidiu com um fim de semana em que houve um aumento nas viagens. De acordo com a Administração de Segurança de Transporte, mais de 3,5 milhões de pessoas viajaram pelo país, na sexta-feira e no sábado, para o feriado do Dia do Trabalho (sempre na primeira segunda-feira de setembro), apesar da recomendação do CDC-Centro de Controle e Prevenção de Doenças para que pessoas não vacinadas evitassem viajar.

Hospitalizações e mortes são um indicador lento da propagação de Covid, então o impacto das viagens das pessoas esta semana não ficará claro imediatamente, mas a agência continua a aconselhar cautela.
“Na verdade, articulamos que as pessoas que estão totalmente vacinadas e que usam máscaras podem viajar”, disse Rochelle Walensky, diretora do CDC, na semana passada. “Embora considerando onde estamos com a transmissão da doença agora, diríamos que as pessoas precisam levar seus próprios riscos em sua própria consideração quando pensam em viajar”, ​​acrescentou ela.

No último fim de semana chegou-se a 1.146 milhão de casos semanais, em comparação com 287.235 no ano passado. Apesar do declínio de casos em alguns estados, incluindo a Flórida, outros estados, como Idaho, estão vendo seus hospitais começarem a racionar os serviços de saúde em meio a picos de pacientes.

A Agência de Saúde Estadual de Idaho divulgou uma “grave falta de pessoal e de leitos disponíveis”, alertando os moradores de que eles podem não receber os cuidados que normalmente esperariam, se precisassem de hospitalização. Na terça-feira, 7, os líderes de saúde pública do estado também anunciaram que ativaram “padrões de crise de atendimento”, permitindo o racionamento de saúde para os hospitais do norte do estado devido à grande quantidade de pacientes com Covid-19. A mudança permite que os hospitais distribuam recursos escassos, como quartos de unidades de terapia intensiva, para pacientes com maior probabilidade de sobrevivência.

Outros estados estão se preparando para medidas semelhantes. Na semana passada, o governador do Havaí, David Ige, assinou uma ordem isentando hospitais e profissionais de saúde de qualquer responsabilidade caso tenham que racionar os serviços de saúde no futuro.
De acordo com o CDC, todos os Estados Unidos continuam considerando um nível "alto" de transmissão da comunidade, já que as autoridades de saúde monitoram a variante Mu emergente, uma cepa que a Organização Mundial da Saúde diz que pode ter o potencial de escapar das defesas imunológicas de vacinados ou pessoas infectadas anteriormente.
Como parece sugerir o desenho em uma janela de hospital, se você tem amor pra dar, ou pra receber, é melhor cuidar primeiro da saúde.

Leia também em The Guardian.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »