17/11/2019 às 14h14min - Atualizada em 17/11/2019 às 14h14min

PALAVRA DE ORDEM DA DIREITA:

AUTOCRÍTICA DO PT.

 
A imagem pode conter: 1 pessoa

A imagem pode conter: 1 pessoa


A exigência de autocrítica é a palavra de ordem do momento da direita contra Lula e o PT.

Claro que não é a autocrítica que já fizemos no 6º Congresso do partido e fazemos a cada fala de militante, de que no governo o PT não politizou o povo o suficiente para derrotar o golpe do impeachment e impedir a eleição do fascista Bolsonaro.
Não, não é obviamente esse tipo de autocrítica que interessa à direita golpista. O que Miriam Leitão, a Globo e a direita em geral quer é botar Lula e o PT de joelhos reconhecendo as falsas acusações de Moro e sua Lava Jato. Não é a autocrítica para lutarmos melhor, mas a “autocrítica” que nos leve à rendição que a direita quer de nós.

Como não conseguiram nos quebrar nem com o golpe e o fascismo de Bolsonaro, nem com os 580 dias de prisão injusta de Lula, tentam agora nos desmoralizar com essa ridícula exigência de autocrítica.
Mais uma tentativa inútil da direita, evidentemente fadada ao fracasso, como tantas outras. Principalmente agora que o PT renovou suas forças com presença de Lula livre enchendo de esperança o povo que começa a tomar consciência do que significa realmente a barbárie chamada Bolsonaro.


Val Carvalho
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »