21/08/2019 às 09h41min - Atualizada em 21/08/2019 às 09h41min

​DALLAGNOL PENSOU EM MONUMENTO PARA PROMOVER A LAVA JATO

QUE TAL ESSA IDEIA DO AROEIRA?

 
"Precisamos de estratégias de marketing. Marketing das reformas necessárias", disse o procurador Deltan Dallagnol, em maio de 2016, para seus “colegas de trabalho”, segundo reportagem de The Intercept Brasil/Folha. E a ideia era fazer um monumento à Lava Jato em Curitiba. É bom repetir: fazer um monumento à Lava Jato em Curitiba!

Não concretizaram a ideia, que foi discutida entre os procuradores, com a chefia do Ministério Público Federal no Paraná e até com o então Sérgio Moro!

O plano era erguer um símbolo da operação Lava Jato e suas ideias sobre projetos legislativos tramitando no Congresso. "A minha primeira ideia é esta: Algo como dois pilares derrubados e um de pé, que deveriam sustentar uma base do país que está inclinada, derrubada. O pilar de pé simbolizando as instituições da justiça. Os dois derrubados simbolizando sistema político e sistema de justiça..."  Que ideia fantástica!!! Esse Dallagnol estava desperdiçando seu talento. Deveria ser um escultor. Ou arquiteto. Ou construtivista. Melhor dizendo, construtor. Que desperdício de talento!

Dallagnol esperava obter apoio para colocar a peça na praça em frente à sede da Justiça Federal curitibana e chegou a levar a ideia a Moro - que não deve ter gostado muito, porque preferia um monumento dedicado somente a ele...

Moro poderia ter indicado o Aroeira (e a Helena Chagas) para criar o monumento...

 
Leia também no Brasil247
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Daqui&Dali Publicidade 1200x90