29/04/2022 às 07h39min - Atualizada em 29/04/2022 às 07h39min

O BRASIL JÁ CONHECIA O PERFIL PSICOLÓGICO DE MORO

AUTORITARISMO E SEDE DE PODER



O ex-juiz Sérgio Moro foi declarado parcial pela suprema corte brasileira e pelo Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, por ter perseguido Lula, abrindo espaço para a ascensão de um regime neofascista no Brasil.  Segundo informa a coluna de Mônica Bergamo, na Folha, ele tem perfil autoritário e sede de poder.

"Os advogados de Lula (PT) contrataram uma especialista em psicologia forense nos Estados Unidos para analisar o perfil psicológico de Sérgio Moro (União Brasil), a quem sempre acusaram de comandar os processos contra Lula de forma parcial. A conclusão da profissional, segundo eles, foi a de que o ex-juiz tem perfil psicológico autoritário e ambição de poder. As informações foram usadas por eles para sustentar, no Comitê de Direitos Humanos da ONU, a acusação de que o ex-juiz perseguiu Lula e não deu a ele o direito a um julgamento justo. Nesta semana, o órgão concluiu que Moro foi parcial".

"Queríamos ter a certeza de que estávamos fazendo uma análise de perfil adequada do ex-juiz perante o órgão, que é da maior importância", diz o advogado Cristiano Zanin, que representa Lula. "Era preciso trabalhar com suporte técnico sólido. Depois do parecer, assinado por uma das maiores psicólogas forenses dos EUA, pudemos ter a certeza de que Moro tinha de fato ambições políticas e sede de poder, o que o tempo provou ser verdadeiro", segue o advogado.

O Brasil já sabia disso. Aparentemente, o país inteiro é formado por psicólogos forenses...

Leia também no Brasil247.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »