27/12/2021 às 07h59min - Atualizada em 27/12/2021 às 07h59min

​SABE A VERBA DE COMBATE À COVID?

AS FORÇAS ARMADAS COMERAM...


Os nossos militares também sentem fome, tadinhos, são o retrato do nosso povo. Nada mais natural, portanto, que gastassem a verba reservada ao combate à Covid-19 com filé mignon e picanha.
Quem constatou isso foi uma auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) que esclarece que as despesas somaram R$ 535 mil. E quem tornou isso tudo público foi reportagem de Constança Rezende, publicada nesta segunda-feira, 27, na Folha.
 
Segundo informações do levantamento sigiloso feito pela SELOG (Secretaria de Controle Externo de Aquisições Logísticas), obtido pela Folha, foram usados R$ 535 mil em itens considerados de luxo, escreve a jornalista.
"A auditoria foi aberta para investigar supostas irregularidades na aquisição de gêneros alimentícios desde 2017. Chamaram a atenção dos técnicos os gastos das Forças Armadas durante a pandemia em 2020. A análise foi autorizada pelo ministro Walton Alencar Rodrigues, relator do caso na corte. Os auditores esperavam que, como consequência do regime telepresencial de trabalho, houvesse redução de gastos com alimentação. Não foi o que ocorreu com o Ministério da Defesa, que, ao contrário dos Ministérios da Educação e da Saúde, aumentou essas despesas", concluiu.
 
Enquanto isso, a fome bate recordes no Brasil e o consumo de carne per capita pelos brasileiros é o menor em décadas, o que explica a impopularidade de Jair Bolsonaro e seu 'governo'.
Ah, sim, e a Covid (sabe a Covid?) continua se alimentando com esse descaso com o povo...
 
Leia também no Brasil247.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Daqui&Dali Publicidade 1200x90