23/06/2021 às 06h29min - Atualizada em 23/06/2021 às 06h29min

BOLSONARO, PRESIDENTE FAKE?

É O TSE QUE ALERTA...


O povo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não aguenta mais as fake news de Bolsonaro sobre o sistema eleitoral brasileiro. Por isso foi aberto procedimento no TSE para que autoridades sejam obrigadas a apresentar provas sempre que relatarem inconformidades no processo de votação brasileiro. Foi um alerta. O corregedor do TSE, Luís Felipe Salomão, deu 15 dias para que Bolsonaro apresente as provas que diz ter sobre uma suposta fraude no sistema eletrônico de votações de 2018. E ele tem amplo apoio tanto de ministros da corte eleitoral quanto do STF (Supremo Tribunal Federal).

Bolsonaro tem afirmado que foi vítima de fraudes que o impediram de ganhar a eleição presidencial no primeiro turno, há dois anos – mas simplesmente não tem prova alguma para apresentar. O sistema eletrônico de votação brasileiro é considerado um dos mais seguros do mundo — Bolsonaro estaria apenas espalhando fake news.
Os supremos juízes consideram que chegou a hora de dar um basta no comportamento de Bolsonaro e de mandar o recado de que há uma linha que ele não deve ultrapassar. Ou poderá enfrentar problemas mais sérios na Justiça.
Alguns afirmam inclusive que o presidente pode ficar inelegível em 2022, caso se comprove que alimenta notícias falsas contra as instituições.
Um deles chegou a dizer que a iniciativa de Salomão é um risco no chão, no qual Bolsonaro não deve pisar.

A irritação dos integrantes das cortes superiores com as falas de Bolsonaro, consideradas mentirosas e irresponsáveis, ganhou força neste ano, quando ele voltou a investir contra a credibilidade do processo eleitoral.
Muitos ministros já defendiam que as informações falsas espalhadas em grupos bolsonaristas sobre fraudes nas eleições começassem a ser investigadas no inquérito das fake news, comandado pelo ministro Alexandre de Moraes – que será o próximo presidente do TSE. Já foi pedido o compartilhamento de informações sobre as empresas que trabalharam na campanha de Bolsonaro em 2018 e que teriam disparado mensagens falsas nas redes sociais. Se o bolsonarismo insistir no fakenismo, Bolsonaro poderá até se transformar em fake para sempre...

Leia também na Folha e no Brasil247.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »