17/06/2021 às 12h24min - Atualizada em 17/06/2021 às 12h24min

​O ATO É ELEITORAL

E LULA NÃO DEVE IR


Lula declarou que não sabe se vai à manifestação do dia 19 de junho, porque tem a preocupação de transformá-la em ato eleitoral. Mas é exatamente disso que se trata o ato. Temos que mobilizar o Brasil, cada cantinho desse imenso país, para que na próxima eleição, cada eleitor ou não eleitor tenha a consciência de que é preciso dar um “Não!” definitivo ao fascismo. Essa é a questão principal. E na próxima eleição do dia 22 de outubro de 2022 queremos contar com Lula na cédula para ajudar o país a vencer definitivamente essa importante batalha.

Lula não precisa estar presente nas ruas. Mas não pode deixar ninguém esmorecer. Tem que pegar cada pessoa pelo braço, pela orelha, pelo pensamento e lutar para que ela se manifeste. Neste dia 19 – e em todos os próximos 472 dias –, o foco deste país é derrotar o fascismo, representado em nosso país por Bolsonaro. E queremos Lulalá, na consciência de cada brasileiro.

Fascismo, nunca mais! O país inteiro deve estar presente no imenso ato para dar um ‘basta!’ a Bolsosonaro.
Lula estará presente no pensamento de todos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »