22/03/2021 às 08h23min - Atualizada em 22/03/2021 às 08h23min

DATAFOLHA ACHA QUE LULA SERÁ CANDIDATO

MAS NÃO PESQUISA SEU NOME... QUE LIDERA!


Existem coisas na política que é melhor nem falar – deve ser assim que pensa o Datafolha ao não colocar o nome de Lula na sua última pesquisa sobre a próxima eleição presidencial...
Mas surpreendentemente o Datafolha resolveu julgar, na sua pesquisa, se o juiz Fachin foi justo ou se não foi ao anular a condenação de Lula, tornando-o, assim, livre para se candidatar na próxima eleição contra o absurdo presidente que temos no Planalto. Aparentemente está incomodando muito mais do que se podia imaginar e já se acenderam as luzes vermelhas nos quatros cantos brasilienses.
 
Mas por que será que o Datafolha deu essa guinada à direita totalmente desnecessária? Alguém poderia dizer que fez acordo com o Bolso – mas não podemos concordar com essa hipótese. Ou poderíamos acreditar que amanhã, terça-feira, 23, o Datafolha vai corrigir sua omissão – mas ninguém aqui acredita em história da carochinha. Ou ainda que, daqui pra frente, as pesquisas Datafolha serão publicadas em conta-gotas.
 
Fachin lançou uma bomba no cenário político brasileiro ao mudar seu entendimento acerca da competência da Vara do hoje ex-juiz e ex-ministro Moro em Curitiba. As decisões da Lava Jato sobre Lula foram anuladas e os processos estão transferidos para outros foros. Lula está elegível! Será com certeza candidato à presidência – deu pra entender, Datafolha? É mais fácil Bolsonaro desistir...
 
Na Pesquisa Fórum, realizada entre os dias 11 e 15 de março, em parceria com a Offerwise, em um eventual segundo turno, Lula teria 38% e Bolsonaro 33.8%.
De acordo com a pesquisa estimulada (quando os nomes são apresentados aos entrevistados), 31,2% disseram que votariam em Lula já no primeiro turno. Bolsonaro tem 30,7% das intenções de voto. Ciro Gomes, 7,4% e João Dória, 6,4%. Já os que não votariam em nenhum são 24,3%.
Em um segundo cenário também estimulado, ainda no primeiro turno, mas com mais candidatos, Lula e Bolsonaro aparecem tecnicamente empatados. Bolsonaro tem 29,2%, Lula, 27,1%, Sérgio Moro, 7,8%, Luciano Huck, 6,8%, Ciro Gomes, 6,1%, João Dória, 4,9%, João Amoêdo, 1,6%, Guilherme Boulos, 1,5% e Flavio Dino, 0,2%. Os que não votariam em ninguém são 14,6%.
 
Só Lula, o preferido dos jovens, vence Bolsonaro no 2º turno
Se o segundo turno das eleições fosse hoje, Lula venceria. Numa disputa contra Bolsonaro, ele ganharia com 38% contra 33,8% do ex-capitão. As mulheres são decisivas, entre elas 45,6% votariam em Lula e apenas 24,6% em Bolsonaro. Entre os homens, 29,4% dizem que votariam em Lula e 44,1% em Bolsonaro.
 
Lula também lidera entre os mais jovens. Entre 16 e 24 anos, 51,9% votariam em Lula e 24,6% em Bolsonaro. Entre 25 e 34 anos, 51,1% votariam em Lula e 30,5% em Bolsonaro. De 35 a 44 anos, Lula tem 40% e Bolsonaro, 34,2%. Entre 45 e 59 anos, Lula fica com 25,9% e Bolsonaro, 38,5%. Já entre as pessoas acima de 60 anos, 27,4% votariam em Lula e 38,6% em Bolsonaro.

Nas séries históricas de segundo turno, Lula perdia para Bolsonaro em outubro e novembro de 2020, apesar de apresentar crescimento de 25,2% para 29,5% no ano passado. Agora neste mês de março ele atingiu 38%. Bolsonaro caiu de 43% em outubro para 33,8% em março.
Alguém aí tem dúvida? Alguma dúvida, Datafolha?
 
 
Leia também na Folha e no Brasil247.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Daqui&Dali Publicidade 1200x90