17/01/2021 às 09h54min - Atualizada em 17/01/2021 às 09h54min

MOURÃO PEDE O IMPOSSÍVEL:

QUE O BRASIL DEIXE BOLSONARO TRABALHAR.


O vice resolveu defender o titular. Pediu uma trégua para que ele, o titular, pudesse trabalhar. Como assim, vice Mourão?!?! Ele, o titular, foi eleito exatamente para isso. O que acontece é que ele não sabe trabalhar. Ou melhor: só sabe trabalhar com antolhos. Sabe bem o que são antolhos, certo, vice Mourão? São aquela coisa que se coloca na cabeça de animal de montaria ou de carga para limitar sua visão e forçá-lo a olhar apenas para a frente, e não para os lados, evitando que se distraiam ou se espantem e saiam do rumo. No caso do titular, ele só sabe sair pela direita. Sempre. O caso é tão sério que ele já pode ser definido como “rodopio da extrema direita”.

O titular da sua posição, conhecido como Bolsonaro, já responde a mais de 60 pedidos de impeachment – parece que são precisamente 61. Sabe por quê? Por dezenas de crimes de responsabilidade que já teriam sido cometidos.

Em entrevista a Tânia Monteiro e Vera Rosa, do Estadão, o vice declarou: “Não vejo hoje que haja condição de prosperar qualquer pedido de impeachment contra o presidente Bolsonaro. Aqui no Brasil qualquer coisa é impeachment, né? Deixa o cara governar, pô!". Diante desse pensamento, digamos, nobre, três observações: 1) Tudo que o povo quer é que ele trabalhe 2) Dar tirinhos não faz parte de suas atribuições 3) Por que não deixaram a Dilma trabalhar?

Mourão também tentou defender a sua tese do tratamento precoce contra a Covid-19. Disse:  "O governo procurou trabalhar nas três grandes curvas: da saúde, da economia e a social. Fomos muito criticados, mas o tratamento precoce impede que a pessoa adquira sintomas mais graves e vá para o hospital, independentemente de discutir se é o remédio A, B ou C. Talvez (pudesse ter tido) uma comunicação mais eficiente. Todo mundo diz que tal lugar começou a vacinar. Mas quantos se vacinaram nesses locais? O único país que realmente está em uma fase final de vacinação é Israel. Mas qual é a população de Israel? Menor que a da capital de São Paulo", apontou. Verdade. Israel tem menos de 9 milhões de habitantes e São Paulo, capital, tem 12,33 milhões. Mas a densidade em São é bem maior. Com 22.145 km² de área, Israel tem 406 habitantes por km². São Paulo, com 1.521 km², tem 12,33 milhões de habitantes, densidade de 8.106 habitantes por km². Isso muda inteiramente o quadro.
 
O vice aproveitou para avançar na política e criticar João Dória, o governador paulista. "O governador Dória virou garoto-propaganda da vacina e acabou metendo os pés pelas mãos. Apareceu na TV para dizer que a vacina tinha um valor ‘x’ de eficácia, quando não era verdade. Em nenhum momento ele compareceu para se retratar. Isso não revela boa gestão", disse o vice, que reforçou o desejo de estar na chapa em 2022. Aparentemente, Mourão realmente não entende de vacina.

Leia mais no Brasil 247 e UOL.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »