16/11/2020 às 09h56min - Atualizada em 16/11/2020 às 09h56min

BOLSONARO PERDEU

E SE PERDEU...

 
Bolsonaro achava que tinha tudo para fazer barba, cabelo e bigode nessa eleição 2020. Deu ruim. Tornou-se o maior derrotado nas disputas municipais e tenta desviar a atenção dizendo que “a esquerda sofreu uma histórica derrota nessas eleições, numa clara sinalização de que a onda conservadora chegou em 2018 para ficar", foi o que tuítou, acrescentando: "Para 2022 a certeza de que, nas urnas, consolidaremos nossa democracia com um sistema eleitoral aperfeiçoado. DEUS, PÁTRIA e FAMÍLIA". Deus, obviamente, fez de conta que não ouviu esse sacrilégio.
 
Bolsonaro foi abalroado por dois vírus mortais: o vírus corona e o vírus da incompetência/arrogância. Contava com grandes vitórias nessas eleições municipais para fortalecer sua candidatura à reeleição em 2022, mas não conseguiu nem o cheirinho. Deu pra ti, bolso-astral. Nada adiantou o uso do renda-família. Nem o investimento no marketing digital. Nem mesmo o “astrólogo de Virgínia” conseguiu fazer mágica. Essa eleição 2020 foi a primeira pá de cal em suas pretensões de reeleição. Principalmente por ter aproximado as esquerdas, garantindo um segundo turno ainda mais promissor.
A Presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann, por exemplo, deixou claro que o partido apoiará com toda certeza o candidato Guilherme Boulos, do PSOL, na luta contra as hordas Bolsonaristas. "Obrigada Jilmar Tatto e militância aguerrida do PT de S. Paulo. Defenderam o partido e nosso legado com coragem e dignidade. Engrandeceram o campo popular e de esquerda na capital, que irá mais forte e unido para o segundo turno, para eleger Boulos e Erundina", postou em suas redes.
 
Isso também serve para quem sempre achou que a esquerda era incapaz de se aliar. São Paulo poderá ser uma grande resposta.
 
Leia também no Brasil247 / Brasil247.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »