04/11/2020 às 15h45min - Atualizada em 04/11/2020 às 15h45min

​MUNDO DIVIDIDO ENTRE TRUMP E CORONAVÍRUS

GRÉCIA IMPÕE NOVAS RESTRIÇÕES

 
Já são 20:40h na Grécia (aqui são 5 horas mais cedo), uma quarta-feira que trouxe a maior contagem diária de casos de coronavírus (Covid-19) desde que foi relatado seu primeiro caso em fevereiro, segundo dados do ministério da Saúde.
Em função disso, o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, deve anunciar novas restrições ao coronavírus após esse aumento. É verdade que o país relatou menos infecções do que a maioria dos países europeus, mas o número tem aumentado gradualmente desde o início de outubro.
Nesta quarta-feira, dia 4, foram 2.646 novos casos. No início desta semana, a Grécia ampliou o toque de recolher noturno e fechou restaurantes, bares, teatros e museus nas áreas mais populosas do país por um mês. Algumas regiões, principalmente no norte do país, entraram em isolamento.
 
Nos Estados Unidos, o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, enfatizou a necessidade de o Congresso aprovar um novo projeto de lei de ajuda até o final de 2020, quando os legisladores voltam ao trabalho após as eleições.
McConnell disse que espera que o partidarismo em torno desse projeto de estímulo diminua – já que a votação para presidente e para membros do Congresso agora estão encerrados – e que todos se conscientizem de que há uma "necessidade de fazê-lo até o final do ano".
 
Também nesta quarta-feira, 4, a Itália registrou 30.550 novos casos de coronavírus, com 352 mortes.
O governo aprovou novas restrições, que devem entrar em vigor na quinta-feira, que incluem o toque de recolher nacional das 22h às 5h, o fechamento de shopping centers nos finais de semana e o fechamento de museus.
Em termos de restrições regionais, haverá um sistema de três níveis que divide as 20 regiões da Itália de acordo com o nível de risco, mas ainda não está claro quais regiões se enquadrarão em quais categorias. Outras medidas nacionais incluem ensino à distância para alunos do ensino médio.
Cinemas, teatros, academias e piscinas de todo o país já foram fechados, enquanto os bares e restaurantes devem fechar às 18h, conforme o último decreto de 26 de outubro.
As novas medidas estarão em vigor até 3 de dezembro.
 
Enquanto isso, no Brasil, o presidente acredita em história da carochinha...

 
Leia também em The Guardian.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »