08/04/2020 às 14h32min - Atualizada em 08/04/2020 às 14h32min

​BYE-BYE, SANDERS.

O SONHO ACABOU…


Bernie Sanders desistiu de tentar ser o candidato Democrata à presidência americana. É uma pena, mas é a realidade americana. Uma realidade praticamente igual à nossa, que carrega a maldição de ter eleito Bolsonaro.
Com 78 anos, socialista de Vermont, Sanders foi a grande surpresa dessas eleições primárias dos Democratas (os Republicanos não fizeram, porque decidiram tentar a reeleição de Trump). Quando começou a disputa, os Democratas tinham 30 pré-candidatos inscritos! Vamos repetir: 30 pré-candidatos inscritos! E, vamos repetir, ele é senador socialista, desde 2007, por Vermont (do francês verts monts, que significa, obviamente, montanhas verdes!). É o segundo estado menos populoso (cerca de 650 mil habitantes) dos Estados Unidos! Menos populoso do que o nosso segundo estado menos populoso, que é o Amapá, com cerca de 850 mil habitantes. Aliás, Vermont é também o estado mais rural do país!!!  Foi uma república independente, com o nome de República de Vermont, e só em 4 de março de 1791 decidiu ser um estado americano.
 
Sanders fez história na política moderna americana. Defendeu saúde pública, por exemplo. Mudou a forma de ver o papel do governo.
 
A decisão de Sanders encerra um dos capítulos mais notáveis da história política moderna. Sua defesa de amplas idéias liberais, como a faculdade pública do Medicare para todos e sem propinas, mudou o debate nacional sobre o papel do governo.
 
Foi o candidato socialista com melhor desempenho na história dos EUA e o candidato presidencial mais velho a ir tão longe no processo.
 
Longa vida para Sanders!!!
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »