13/03/2021 às 10h30min - Atualizada em 13/03/2021 às 10h30min

​EX-PRESIDENTA BOLIVIANA PRESA

ACUSADA PELO GOLPE DE 2019


Nesta sexta, 12, a ex-presidenta interina da Bolívia, Jeanine Añez foi presa, investigada por envolvimento na derrubada de Evo Morales em 2019.
 
A prisão teria ocorrido com a justificativa de “risco de fuga”. Jeanine Añez foi acusada pelo MAS (Movimento Ao Socialismo) de “perseguição política” e de retomar “estilos da ditadura” no país.
 
Além dela, foram presos também cinco de seus ministros: Arturo Murillo (Governo), Luis Fernando López (Defesa), Yerko Núñez (Presidência), Álvaro Coímbra (Justiça) e Rodrigo Guzmán (Energia).
 
Esse vídeo no Twitter mostra o momento exato em que ela foi levada pela polícia.
 
O que mais se espera é que a Bolívia consiga avançar em paz - embora a possibilidade do conflito se intensificar seja bem grande...
 
 
Leia também no Página12 e no DCM.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »