19/11/2020 às 21h00min - Atualizada em 19/11/2020 às 21h00min

​O LIKE DO PAPA

E A MODELO DO LIKE

 
O Vaticano disse que está pedindo explicações ao Instagram sobre como a conta oficial do Papa Francisco deu like na foto de uma modelo brasileira seminua.
Não está claro quando a foto de Natalia Garibotto recebeu o “like” papal, visto em 13 de novembro e apagado no dia seguinte, de acordo com a Agência Católica de Notícias (CNA).
A Coy Co, empresa promotora de Natalia, aproveitou ao máximo a publicidade e publicou a imagem em sua própria conta do Instagram na sexta-feira passada, dizendo que a empresa havia “recebido a bênção oficial do papa”.
Garibotto, que tem 2,4 milhões de seguidores no Instagram, também teria brincado: “Pelo menos estou indo para o céu”.
 
Citando fontes próximas à assessoria de imprensa do Vaticano, a CNA disse que uma investigação está em andamento para determinar como a foto passou a ter o like, já que é uma equipe que gerencia as várias contas de mídia social do papa. Um porta-voz do Vaticano disse ao Guardian: “Podemos excluir que o ‘like’ veio da Santa Sé, que pede explicações ao Instagram”.
 
O Papa Francisco é extremamente popular nas redes sociais, com sua conta oficial no Instagram, que opera sob o nome de usuário “franciscus”, atraindo 7,4 milhões de seguidores. A conta não segue nenhuma outra conta.
No Twitter, o papa é seguido por 18,8 milhões de contas. Em 2017, ele foi o líder mundial mais popular na plataforma da mídia social. Mas ele muito raramente põe conteúdo de mídia social sozinho.
“O papa não é como Donald Trump, ele não fica sentado usando seu telefone ou computador para tweetar o dia todo”, disse Robert Mickens, editor da edição em inglês do jornal católico La Croix em Roma.
“Ele, por exemplo, aprova os tweets - mas não os likes - e em ocasiões muito raras ele disse que gostaria de tweetar algo devido a uma situação de desenvolvimento ou emergência". Nesses casos, é o departamento de comunicação que resolve - e como isso acontece ... só Deus sabe...
 
Leia mais em The Guardian.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »