23/07/2019 às 13h03min - Atualizada em 23/07/2019 às 13h03min

TERRA EM TRANSE NA BAHIA: BOLSONARO POSICIONA ATIRADORES DE ELITE EM INAUGURAÇÃO DE AEROPORTO


Nem nos seus momentos mais criativamente delirantes, Glauber Rocha poderia imaginar um roteiro semelhante a esse que Bolsonaro escreveu para a inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista, na Bahia. Que aliás se chama Glauber Rocha.
 
Começa pela instalação de tapumes para bloquear o acesso da população à inauguração. Não contente com isso, Bolsonaro posicionou atiradores de elite no teto do terminal. Uma das razões alegadas pelo governo Bolsonaro para fazer uso do aparato de segurança está nos protestos anunciados pelos movimento populares, em razão do desmonte das políticas sociais e dos ataques que ele fez aos nordestinos nos últimos dias. Além dos atiradores de elite, o Exército faz o patrulhamento no local e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza blitzes na estrada que dá acesso ao terminal. Bolsonaro não percebe que o seu medo do povo vai se agravar ainda mais, aprofundar o seu isolamento e certamente agravará ainda mais a relação tensa que estabeleceu com o nosso povo do nordestino.
 
Obviamente ele tem mil alegações, todas associadas aos movimentos populares. O que aliás é mais do que natural, graças ao desmonte das políticas sociais e dos ataques que fez aos nordestinos nos últimos dias. Bolsonaro chegou ao absurdo de usar as redes sociais para “justificar” o uso do aparato das forças federais para “garantir a nossa segurança”, alegando que o governador Rui Costa (PT) não autorizou o uso da Polícia Militar para esta finalidade. Loucura! Inverteu os papéis. O uso da Polícia Militar em eventos é determinado em função de solicitações feitas pelos organizadores dos eventos. Elementar, meu caro Taoquei.
O governador Rui Costa em entrevista à Rádio Metrópole foi direto e bem claro. “Não posso colocar a Polícia Militar para espancar o povo baiano que quer conhecer o novo aeroporto. Quem é impopular e tem medo de ir às ruas, fica em seu gabinete. Se o evento é exclusivamente federal, as forças federais que cuidem da segurança do presidente. 
 
Nesta segunda-feira (22), a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) proibiu o pouso do avião do governador do Estado no terminal aeroportuário, sob a alegação de que a pista está em fase de testes e ainda estará molhada no momento da inauguração.



Leia também no Brasil247
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »