04/07/2019 às 10h03min - Atualizada em 04/07/2019 às 10h03min

O FRACASSO DE MORO DEU FORÇA A LULA E TEMOR AO ASTRÓLOGO DE VIRGÍNIA.


Moro foi desmascarado no seu, digamos, interrogatório na Câmara Federal. Foi um desastre, graças apenas a uma coisa: é impossível explicar o inexplicável. É impossível continuar como juiz ou ministro da Justiça tendo um celular apontado na sua direção e dizendo: “está gravado, você é culpado”.
O que ficou gravado no seu celular é definitivo: ele e seus parceiros procuradores da justiça armaram contra Lula com motivações exclusivamente políticas. As denúncias do Intercept são irrefutáveis. Foi por isso que Moro foi escorraçado na Câmara, ele sabe disso. Fugiu com o celular entre as pernas. Nada mais natural, portanto, que Lula tenha ficado mais indignado ainda, vítima de tantas armações. Em gravação, Lula diz: "não é possível que, em pleno século XXI, alguém seja vítima do Poder Judiciário como eu estou sendo". E reivindica apenas o óbvio: “Que alguma instância do Poder Judiciário leia o mérito do meu processo e tome uma decisão. Porque, depois da mentira do Moro, vem a mentira do TRF4, que nem leram meu processo. Ou seja, fui julgado a toque de caixa porque era preciso julgar antes que prescrevesse, porque o objetivo era não permitir que eu fosse candidato em 2018. Não é possível que, em pleno século XXI, alguém seja vítima do Poder Judiciário como eu estou sendo."
Firme nas respostas, Lula falou ainda sobre o comportamento de Moro enquanto juiz, revelado na série de reportagens que ficou conhecida como “Vaza Jato”.
“Em primeiro lugar, um juiz não combate a corrupção. Quem combate a corrupção é a polícia. O Ministério Público acusa e o juiz apenas julga. E o juiz não deve julgar com base na cara do réu, mas sim com as informações que ele tem nos autos do processo, avaliando se são verdadeiras ou mentirosas. Eu não estou falando do conjunto da Lava Jato porque se alguém roubou tem que estar preso. Foi para isso que o PT, tanto no meu governo quanto no governo da Dilma, criou todos os mecanismos jurídicos para colocar ladrão na cadeia”, disparou.
“Eles sabem que eu não sou dono do apartamento, eles sabem as mentiras que contaram para trazer o caso para Curitiba, porque ele deveria ter sido julgado em São Paulo, eles sabem que eu não sou dono do sítio de Atibaia. Acontece, meu caro, que não era possível dar o golpe na Dilma e deixar o Lula ser candidato a presidente em 2018. Era preciso tirar o Lula da jogada. Para fazer isso, era preciso criar um empecilho jurídico e aí inventaram essa quantidade enorme de mentiras a meu respeito”, concluiu Lula.
Aliás, a situação de Moro ficou tão complicada após a participação lamentável na Câmara que até o Astrólogo de Virgínia, Olavo de Carvalho, ressurgiu dos mortos e – provavelmente olhando no espelho – declarou:
Ministro, o senhor não tem nada que ficar dando satisfações a bandidos, que já estão todos sob investigação e que deveriam eles estar respondendo perguntas sobre os crimes que cometeram, ao invés de ficar acoçando (!) o senhor com perguntas sem sentido.
“Acoçantes” são essas tentativas que esses farsantes continuam fazendo de burlar a lei.

Brasil247
 
https://revistaforum.com.br/lula-concede-nova-entrevista-moro-esta-se-transformando-em-um-boneco-de-barro/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »