27/05/2020 às 07h49min - Atualizada em 27/05/2020 às 07h49min

​BOLSONARO QUERIA SER MARIELLE

RECLAMA DA COBERTURA DA MÍDIA

 
Acredite: Bolsonaro reclamou porque até agora não viu nenhuma reportagem sobre "quem matou Bolsonaro", referindo-se à grande cobertura, natural, sobre o assassinato de Marielle Franco e seu motorista, bem maior do que a cobertura jornalística sobre a polêmica facada que ele recebeu em Juiz de Fora. Será que é pura inveja? Será que ele gostaria de ser linda, inteligente e cheia de futuro como Marielle? Gostaria de ter um passado admirável? Quem sabe? Ele não tem nada de admirável, nem no passado, nem no presente nem, obviamente, no futuro.

Bolsonaro é um absurdo de pessoa e de presidente. Primeiro, jamais deveria pronunciar a palavra Marielle. Deveria existir um decreto universal determinando isso. É um desaforo à sua memória e ele sabe muito bem a razão – se é que se pode falar em razão... Segundo, porque ele estava tentando reclamar da ausência dos repórteres da Folha e do Globo naqueles seus “encontros com a mídia, às margens do Alvorada”. Como assim? Reclamar de quê? Ele passou os últimos quatrocentos e tantos dias batendo na mídia! Ignorando os repórteres da Folha e do Globo, principalmente. Mostrou-se o tempo inteiro sendo o que é de verdade, estúpido, grosseiro, despreparado para o cargo de presidente da República. A Folha e o Globo fizeram apenas o óbvio, proteger seus repórteres do tresloucamento presidencial.
 
A cada momento, não importa o local ou o que faça, Bolsonaro apenas garante o seu lugar de destaque como um dos piores presidentes da nossa história. Nem precisa ser repórter para perceber que esse é o fato, é a manchete que o Brasil não merecia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »