18/05/2020 às 14h03min - Atualizada em 18/05/2020 às 14h03min

ALERTA DA OMS: EUROPA DEVE SE PREPARAR PARA A SEGUNDA ONDA DO CORONAVÍRUS

A PREOCUPAÇÃO É COM O PRÓXIMO INVERNO


A Basílica de São Pedro, no Vaticano, foi reaberta, nessa segunda-feira, depois de dois meses fechada por causa da pandemia do coronavírus. O Papa Francisco rezou uma missa em homenagem ao centenário de nascimento de São João Paulo II. Aos poucos, a Europa reduz as medidas restritivas e a vida vai voltando à normalidade, mas mantendo os cuidados para evitar a contaminação do coronavírus. Será que foi cedo demais, principalmente nos países que registraram tantas mortes e grande números de infectados? 

Nesta segunda-feira, 18 de maio,  o diretor da Organização Mundial de Saúde na Europa, Hans Kluge, alertou os países do continente que eles devem se preparar para a possibilidade de uma segunda onda mortal do coronavírus e não ficar celebrando, diariamente, a redução de mortes e casos de contaminação, como se a pandemia tivesse acabado. Ele está preocupado com o que pode acontecer, quando o inverno chegar ao Hemisfério Norte, se um novo surto da Covid-19 coincidir com outras doenças sazonais, como a gripe”, alertou durante a entrevista ao jornal britânico The Telgraph.

O representante da OMS na Europa citou países de outro continente que estão trabalhando para que não se repitam os problemas enfrentados esse ano. “Singapura e Japão entenderam cedo que este não é um momento para comemorar, é um momento para se preparar”, afirmou Kluge.

Hans Kluge confirmou que a Espanha, a Itália, a França e o Reino Unido estão mostrando sinais positivos de recuperação, mas reforçou o alerta. Os países devem “fortalecer os sistemas de saúde, aumentando a capacidade de leitos para que estejam prontos para receber mais pacientes e que os países deveriam usar este tempo sabiamente para aprender com a primeira onda de infecção e começar a fortalecer os sistemas de saúde pública”.

Leia mais no Blog da Cidadania
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »